Etiquetas

, , , , ,


I – Criação do Mundo

The_ancient_Hebrew_conception_of_the_Universe

No princípio… bem no princípio não se sabe nada de Deus. Não há evidências científicas que deem nota dele, ou se verifica que a sua presença tivesse sido necessária para a grande explosão. Bummm!(1) Portanto, se Deus criou o céu e a terra ainda não foi no primeiro versículo, pois não se põe a carroça à frente dos bois, ou a formação da Terra à frente do Big Bang(2), assim como não se pode dizer que o menino Joãozinho teve um muito bom na prova de matemática, quando, neste preciso momento, os futuros papás da criança ainda gozam as delícias da sua gestação. Se formos coerentes com a sequência lógica da natureza, neste exato momento seria até muito arriscado conjeturar acerca do sexo do futuro menino, dado que ele mais não é do que um óvulo unido a um espermatozoide que acabou de perder a cauda, quanto mais afirmar que essa futura pessoa é bom aluno a matemática!

Mas, verdade seja dita, eu gosto muito de ler as diversas cosmogonias que por aí circulam, porque, para além de as sentir românticas e poéticas, elas são o reflexo dos conhecimentos que os homens tinham naquele tempo, e já lá vão uns milhares de anos, por isso não se pode levar a mal todas as incoerências que lemos, pois os sábios da época, sem telescópios e sem qualquer tipo de tecnologia, por mais rudimentar que fosse, apenas valendo-se dos olhos, conseguiram, mesmo assim, adquirir conhecimentos fantásticos. Naturalmente, todos as observações celestes que faziam tinham como ponto de partida a Terra, ela era o centro de tudo, o Sol deslocava-se num semicírculo entre o céu e a terra e a Lua, tal como as estrelas, pertenciam à noite. A imagem que acima se disponibiliza, conta com muita precisão o pensamento da humanidade que, no médio oriente, acabava de entrar na idade do ferro(3).

Texto original na bíblia Gn 1:1

“No princípio criou Deus [Elohim] o céu e a terra.”

Texto da bíblia k3.11, Gn 1:1

“No princípio, enquanto Deus estava absorto em meditações pouco claras,(4) formaram-se partículas e antipartículas”

– – – – – – –

(1) Esta onomatopeia é apenas uma força de expressão, porque, a bem dizer, nenhum grande estrondo poderia ser ouvido por mais fértil que seja a nossa imaginação, uma vez que, para além dos seres humanos não existirem naquela época, o espaço é de um silêncio absoluto para o ouvido humano, sendo apenas percetíveis as radiações cósmicas, cujos “barulhos” têm que ser ampliados biliões de vezes para que possam perceber-se, se é que me estou a expressar com coerência. Os mais curiosos poderão ouvir o barulho do Big Bang no UOL Ciência e aprofundar o assunto no LIGO Science.
http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2013/04/08/cientista-reconstroi-som-do-big-bang-ouca.htm#fotoNav=149, consulta em 27.03.2014
http://www.ligo.caltech.edu/#, consulta em 27.03.2014
(2) Big Bang, cosmologia, http://pt.wikipedia.org/wiki/Big_Bang, consulta em 27.03.2014
(3) Idade do Ferro, http://pt.wikipedia.org/wiki/Idade_do_Ferro, consulta em 28.03.2014
Fonte da imagem em 28.03.2014 http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:The_ancient_Hebrew_conception_of_the_Universe.JPG
(4) Aqui só para nós, ele estava a jogar o Senhor dos Anéis online e quase, quase a mudar de nível!

– – – – – – –

Por hoje é tudo caros leitores, façam a vossa avaliação, protestem, blasfemem e sejam felizes. Até ao próximo artigo!

– – – – – – –

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Anúncios